"Temos uma evolução lenta demais nas carreiras gerais"

Recortes de Imprensa;
Jornal de Negócios
"Temos uma evolução lenta demais nas carreiras gerais"
 O Governo não cumpriu a promessa de aumentos salariais de 1% em 2021, mas Alexandra Leitão traça um novo objectivo: rever a tabela remuneratória única para acelerar "um pouco" as progressões das carreiras gerais... a partir de 2022.